Notícias Notícias

Ministro Vieira de Mello Filho é indicado para representar TST no CNJ

O Pleno do Tribunal Superior do Trabalho indicou, na sessão desta segunda-feira (23), o nome do ministro  Vieira de Mello Filho, vice-presidente, para representar o TST no Conselho Nacional de Justiça (CNJ) no próximo biênio (2021/2023). Ele deverá suceder o atual representante do TST, ministro Emmanoel Pereira. O indicado ainda será sabatinado pelo Senado Federal.

Durante a sessão, a presidente do TST, ministra Maria Cristina Peduzzi, destacou o excelente trabalho desenvolvido pelo ministro Emmanoel Pereira à frente do CNJ e, ao desejar sucesso ao novo indicado, salientou que a Corte "está contribuindo, de forma efetiva e muito compromissada, com os objetivos do CNJ".

O vice-presidente do Tribunal agradeceu a confiança dos colegas e ressaltou que fará tudo para honrar a tradição do TST e dos colegas que o antecederam, "da forma mais digna e dedicada, a fim de representar bem a nossa instituição e a nossa Corte". Leia o perfil do ministro Vieira de Mello Filho.

O atual representante, ministro Emmanoel Pereira, agradeceu aos colegas por terem lhe dado a honra de representar o TST no CNJ e disse que deixará o cargo com tranquilidade, pois será substituído "à altura de todos aqueles que representaram o TST junto ao CNJ, desde a sua criação".

O Ministério Público do Trabalho (MPT), representado pela subprocuradora-geral do Trabalho, Maria Aparecida Gurgel, agradeceu ao ministro Emmanoel pelo esforço despendido ao longo do mandato, principalmente em relação à pauta da acessibilidade.

 

Fonte: TST