Notícias

Índice de vacinação contra Covid-19 chega a 98% no TRT/MS

Desde novembro de 2021, a Justiça do Trabalho em Mato Grosso do Sul passou a exigir de todos (público interno e externo) a comprovação de vacinação contra a Covid-19 para ingresso e circulação de pessoas em suas dependências, em conformidade ao calendário correspondente à faixa etária, mediante certificado físico ou digital (ConecteSUS ou similar – RA 139/2021). De acordo com o Gabinete de Gestão de Saúde e Programas Assistenciais, que mantém contínuo acompanhamento, 98,7% dos magistrados, servidores, estagiários e terceirizados do tribunal estão vacinados com pelo menos duas doses ou dose única do imunizante.

Para o público externo, o comprovante de vacinação, físico ou digital, deverá ser apresentado no ato de entrada das unidades da Justiça do Trabalho. Para as pessoas que tiverem o acesso às unidades impedido por ausência de comprovação de vacinação, assegura-se a concessão de certidão que aponte o nome do interessado, a data e hora, o motivo do impedimento e o setor/unidade declarado como de destino, o qual também será avisado pelo serviço do Tribunal.

Caso haja impedimento médico para vacinação, independentemente do período, a unidade administrativa ou jurisdicional providenciará uma alternativa para que o interessado possa ser atendido de modo telepresencial ou por outro meio.

Prevenção

O médico do TRT/MS Carlos Alberto Ferreira de Freitas reforça a importância da vacinação e aplicação das doses de reforço. “É importante que todos com mais de cinco anos de idade se vacinem, já que as pessoas vacinadas não desenvolvem a doença de forma grave, ocupam menos leitos de UTI e de hospital, diminuindo também a propagação do vírus”, afirma o especialista.

Até mesmo aqueles que já contraíram a Covid devem se vacinar, segundo o médico. “A vacina cobre todas as variantes até agora. Quem tem a doença e toma vacina desenvolve uma quantidade muito maior de anticorpos. Tirando o fato de a imunidade dada pela doença ser temporária, durando de 3 a 6 meses”.

O médico também alerta que as doses de reforço são fundamentais para manter o nível de anticorpos elevado e que os cuidados devem continuar (uso da máscara, higiene frequente das mãos, evitar tocar o rosto e manter um distanciamento em espaços fechados), já que as vacinas não protegem da infecção, somente evitando formas mais graves da doença.

Atualmente, a Secretaria Municipal de Saúde de Campo Grande mantém os seguintes locais disponíveis para vacinação: Drive Thru Albano Franco, Seleta e as Unidades Básicas de Saúde.