Notícias

Juíza visita obra da construção civil para conhecer boas práticas de segurança


 

A gestora regional do Programa Trabalho Seguro, juíza Hella de Fatima Maeda, acompanhada do Chefe do Setor de Fiscalização de Segurança e Saúde no Trabalho, auditor Kleber Pereira de Araújo e Silva, visitou uma das obras de uma grande construtora. O objetivo da visita foi conhecer as boas práticas adotadas pela empresa, no que diz respeito à segurança no ambiente de trabalho.

“A construção civil é uma das atividades que registra maior número de acidentes de trabalho, muitos deles graves, o que enseja, inclusive, a responsabilização objetiva do empregador”, afirma a Hella Maeda. Em 2020, a construção ficou em 5º lugar entre os grupos que mais registraram acidentes de trabalho, em Mato Grosso do Sul. 

A magistrada e o auditor do trabalho foram recebidos pela superintendente da empresa, Valéria Gabas, pelo engenheiro de segurança do Trabalho, Alexandre Lindenberger, e pelo gerente de engenharia, Alexis Kitsadonis, que falaram sobre as medidas implementadas para resguardar a saúde e integridade física de seus colaboradores. 

A equipe da empresa contou que em todas as obras há uma CIPA (Comissão Interna de Prevenção de Acidentes), com um técnico de segurança do trabalho, um engenheiro residente, sendo realizada diariamente uma reunião com todos os envolvidos nas atividades. Além disso, há um pronto-atendimento, com a presença de um profissional de enfermagem para atendimento de todas as ocorrências da obra, sendo que todos são devidamente registrados, para fins de controle e gerenciamento de riscos.

Na obra, a técnica em segurança do trabalho explicou como os colaboradores são recebidos, informando que há um treinamento prévio, fornecido pela própria empresa, sobre segurança e acidente no trabalho. Além disso, há uma fiscalização diária quanto à utilização de EPI, o que abarca, também, todos prestadores de serviço. 

A juíza Hella Maeda pontuou que a visita demonstrou a relevância de um constante planejamento e engendramento de ações, bem como a importância da fiscalização e conscientização, medidas necessárias para se evitar acidentes no ambiente de trabalho. “Uma das linhas de atuação do Programa Trabalho Seguro consiste, justamente, no incentivo ao diálogo com a sociedade e com instituições públicas e privadas, fortalecendo a cultura da prevenção, princípio destacado pelas Convenções 155 e 187 da OIT”.