Notícias Notícias

Abril Verde: Getrin realiza visitas técnicas a hospitais de Campo Grande

 

Foto dos participantes da Coordenação Regional do Programa Trabalho Seguro

A Coordenação Regional do Programa Trabalho Seguro participou, nessa quinta-feira (07)e sexta-feira (08) de visitas técnicas a hospitais da Capital. A iniciativa, que faz parte da programação da Campanha “Abril Verde”, visa conscientizar os profissionais de saúde a notificar o SINAN (Sistema de Informação de Agravos de Notificação) caso atendam vítimas de acidente de trabalho. O tema é objeto de trabalho do GETRIN (Grupo de Trabalho Institucional) da 24ª Região desde 2021.

Na quinta-feira, o grupo visitou o Hospital Regional Rosa Pedrossian, o Hospital Universitário Maria Aparecida Pedrossian (UFMS), Hospital da CASSEMS e o Hospital da Unimed. Nesta sexta-feira (08), o grupo visita a Santa Casa de Misericórdia de Campo Grande. 

Participam das visitas o Coordenador Regional do Programa Trabalho Seguro, juiz André Luis Nacer de Souza; a representante do MPT e coordenadora do Grupo, Procuradora Claudia Noriler, a representante do Centro de Referência em Saúde do Trabalhador do Estado de MS, Maria Madalena Xavier de Almeida; a representante do Centro de Referência em Saúde do Trabalhador de Campo Grande, Keila Barreto; e a representante do Sindicato dos Enfermeiros de MS, Helena Delgado.

Em cada hospital são realizadas reuniões com a diretoria e a equipe técnica dos hospitais e distribuídos cartazes com orientações sobre as notificações ao SINAN, que podem ser fixados nos ambulatórios dos hospitais. O material, elaborado pelo CEREST-Campo Grande, foi confeccionado com orçamento do Programa Trabalho Seguro e será distribuído a todas as unidades de saúde de Campo Grande e região.

O Coordenador Regional do Programa Trabalho Seguro, juiz André Luis Nacer de Souza, destaca a relevância da notificação dos acidentes de trabalho ao SINAN. “Os dados constantes no SINAN são utilizados para definição de políticas públicas relacionadas à prevenção de acidentes de trabalho, além de permitir que seja avaliado o impacto das intervenções. Por isso, é importante que os estabelecimentos e os profissionais de saúde não deixem de notificar o sistema caso se deparem com doença ou acidente de trabalho”, pontuou o magistrado.

O GETRIN (Grupo de Trabalho Institucional) do Programa Trabalho Seguro da 24ª Região é constituído pelo Coordenador Regional do Programa Trabalho Seguro, por representante do MPT, da Secretaria Estadual de Saúde de MS, da Superintendência Regional do Trabalho, pelo escritório regional da FUNDACENTRO, pela Secretaria Municipal de Saúde de Campo Grande, por intermédio do CEREST-Campo Grande


Sobre o SINAN

O SINAN é um banco de dados alimentado pelas notificações realizadas por hospitais e estabelecimentos de saúde públicos e privados ao atender casos de doenças e agravos relacionados a acidentes de trabalho.

Essas notificações são compulsórias e permitem a 'realização do diagnóstico dinâmico da ocorrência de um evento na população, podendo fornecer subsídios para explicações causais dos agravos de notificação compulsória, além de vir a indicar riscos aos quais as pessoas estão sujeitas, contribuindo assim, para a identificação da realidade epidemiológica de determinada área geográfica'.

É dever dos médicos e dos demais profissionais de saúde no exercício da profissão, bem como aos responsáveis por organizações e estabelecimentos públicos e particulares de saúde e ensino, a notificação de casos suspeitos ou confirmados das doenças e dos acidentes relacionados ao trabalho, tanto no sistema público quanto no sistema privado de saúde.