Notícias Notícias

Programa Jornada fala sobre profissões de risco e prevenção de acidentes de trabalho


O sexto e último episódio da primeira temporada do programa Jornada apresenta algumas profissões consideradas de risco e mostra também os índices de acidentes de trabalho no país. Segundo a Organização Internacional do Trabalho (OIT), a cada 48 segundos um trabalhador sofre algum tipo de acidente e, a cada três horas, um morre. Esses dados alarmantes colocam o Brasil entre os países com maior número de acidentes e mortes decorrentes do trabalho em todo o mundo.

A ministra do Tribunal Superior do Trabalho Delaíde Miranda Arantes, uma das entrevistadas, explica que a Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) assegura direitos aos empregados expostos a riscos no ambiente de trabalho, como o pagamento do adicional de periculosidade ou de insalubridade. A ministra também reforça a importância da prevenção. "Nós hoje trabalhamos para conscientizar as empresas de que prevenir acidentes não é um gasto, é um investimento", afirma.

A equipe do Jornada ouviu relatos da família de um eletricista que morreu após sofrer um grave acidente de trabalho e de uma vítima que conseguiu sobreviver a esse mesmo acidente, mas que hoje está com a saúde comprometida. O programa também apresenta a rotina de um alpinista industrial e os desafios dessa atividade.

O médico Gustavo Maglioca, outro entrevistado, ressalta que muitos acidentes de trabalho estão relacionados a ambientes estressantes e que as empresas devem estimular bons hábitos entre os empregados e promover ações de educação em prevenção de acidentes.

 

Fonte: TST