Notícias Notícias

Juiz Tomás Bawden é indicado para ocupar o cargo de desembargador do TRT/MS

O juiz  titular da 1ª Vara do Trabalho de Campo Grande, Tomás Bawden de Castro Silva, foi promovido nessa quinta-feira (19), durante Sessão Administrativa Extraordinária do Tribunal Pleno, o mais novo desembargador do TRT24. A vaga é derivada da posse do então desembargador Amaury Rodrigues Pinto Junior no cargo de Ministro do TST. A posse do indicado a desembargador ainda será marcada.

A promoção do magistrado teve como critério a antiguidade, uma vez que a promoção anterior, do desembargador João Marcelo Balsanelli, teve como critério o merecimento. A alternância nos critérios de promoção de magistrados está prevista na Constituição Federal, art.93.

Candidataram-se à promoção os juízes titulares Tomás Bawden de Castro Silva, Ademar de Souza Freitas, Júlio César Bebber e Renato Luiz Miyasato de Faria. Todos os candidatos preenchiam os requisitos necessários para disputa da vaga,  porém, face ao critério de antiguidade, o juiz mais antigo foi o promovido.

 "Não há motivo para recusar o juiz mais antigo, juiz dedicado e sem mácula profissional no curso de sua carreira. Indico à promoção o juiz Tomás Bawden de Castro Silva", afirmou o Presidente do TRT/MS, desembargador André Luís Moraes de Oliveira. Em seguida, colheu os votos dos pares, que por unanimidade, aceitaram a indicação.

O juiz Tomás Bawden saudou a todos os presentes na sessão e pontuou: "Recebo com humildade, alegria e com senso de responsabilidade essa missão. E manifesto a minha felicidade de, nesse momento que estou coroando a minha carreira de 30 anos na Magistratura, poder estar ao lado de vocês."

A Procuradora Chefe do MPT-MS, Cândice Gabriela Arosio, cumprimentou o novo desembargador, ressaltando sua educação e desejando "que essa nova etapa de sua vida profissional seja repleta de sucesso, serenidade nos julgamentos, comprometimento e saúde para poder encarar esse novo desafio. Espero que o senhor se realize, seja feliz e possa continuar fazendo justiça nos processos trabalhistas".

A Presidente da Amatra XXIV, juíza Priscila Margarido Mirault, parabenizou ao juiz Tomás em nome de todos os outros magistrados: "Estamos muito orgulhosos e certo de que fará um trabalho maravilhoso, assim como fez no primeiro grau. Desejo que Deus te dê sabedoria e que seja muito feliz nessa nova etapa", finalizou.